5 mitos sobre logotipos

mitos-logotipos

Vai criar ou remodelar sua marca? Então você precisa pensar seriamente sobre como será o seu logotipo. Cores, formas, símbolos e letras, tudo deve colaborar para identificar rapidamente o seu negócio, independentemente do suporte ou mídia em que ele aparecerá.

Entretanto, dar luz a esse elemento imprescindível da Identidade Visual não é uma tarefa assim tão simples. Tanto que é muito comum as empresas ficarem “paralisadas” diante de inúmeras dúvidas, como: será que a ideia principal está clara?; não seria melhor usar apenas um símbolo?; aposto no colorido ou no monocromático?

Tem um monte de gente querendo opinar sobre o logotipo alheio e, em geral, gente despreparada. Isso pode confundir e gerar inseguranças que só atrapalham o processo de criação. Quer dizer, buscar referências, fazer pesquisas e conhecer o que as pessoas pensam é sim muito importante, porém não como uma coleta de dados desordenada, sem objetivos claros. Métodos e técnicas são essenciais para se atingir resultados satisfatórios.

Se você deseja “chegar lá”, é bom ficar atento para não cair em algumas conversas furadas…

1. A funcionalidade deve estar exposta

mitos-logotipo-starbucksConhece essa imagem aqui do lado? Sim, é da rede de cafeterias Starbucks. Mas considerando apenas o “desenho”, seria possível compreender que se trata de uma companhia que serve cafés?

Pois é, relaxe! O seu logotipo não tem de ser uma explicação literal sobre o que o seu negócio é ou faz. Em outras palavras, ele não precisa ser meramente denotativo e objetivo. A criatividade impregnada de significados é bem-vinda!

Veja também o logotipo da Coca-Cola. Não há nenhuma latinha de refrigerante, nem uma garrafa com líquido negro presente. Em compensação, essa simples marca tipográfica é reconhecida em qualquer parte do globo.

2. Sem símbolo não existe “logo”

Vamos continuar com os mesmos exemplos já citados. No “logo” da Starbucks temos um símbolo mitológico, relacionado ao mar, ao mistério e à sedução. Trata-se de uma sereia escandinava de duas caudas, que remonta ao início da empresa, quando ela ainda estava intimamente imersa na cultura marítima do café, mais especificamente da região portuária de Seattle, WA, EUA.

Legal. Mas, e quanto à Coca-cola? Como é bem evidente, não existem símbolos ali, apenas uma tipografia estilizada (letras), o que em nada diminui o seu poder de fixação/reconhecimento na mente das pessoas.

Portanto, meu caro, não tem uma regra exclusiva e inflexível. Seu “logo” pode ou não ter um símbolo agregado, conforme sua relevância conceitual.

3. É preciso ser atemporal

Não, seu logotipo tem de ser memorável, mas não obrigatoriamente atemporal. Os anos passam, o mercado se transforma e o público acompanha essa evolução. Portanto, não é necessário se preocupar em criar algo para toda a posteridade. No decorrer do caminho alguns ajustes e melhorias serão indispensáveis para manter a saliência da sua imagem nos novos cenários.

4. Quanto mais colorido, mais chamativo

O imenso celeiro de marcas atuantes no mercado já é bastante colorido. Assim, um “logo carnavalesco” acabará se tornando inexpressivo em escala maior, anulando o seu próprio efeito. A ideia, na verdade, é justamente o oposto disso: procurar se destacar e ser facilmente memorizável pelo público. Nesse sentido, a melhor saída é investir na simplicidade, até porque ela tende a ser mais versátil e, consequentemente, mais funcional.

5. Se não for flat, não dá certo

Ok, o Flat Design está com força total neste mundo repleto de telas de diferentes tamanhos, e um vasto número de empresas já atualizou seu logotipo de acordo com esse estilo. Entretanto, não significa que ele seja válido para todos os casos. Sua adoção é mais indicada a negócios com presença online, enquanto os demais não precisam ficar em polvorosa.

Não faz o menor sentido seguir uma tendência pelo modismo. Ela não é garantia alguma de sucesso.

Cuidado com os mitos na hora de cuidar da sua marca. Antes de qualquer decisão fale com quem entende do assunto.

0
Categoria: Logotipo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *