5 mitos sobre SMS Marketing

mitos-sms-marketingMercúrio, o mensageiro dos deuses.

Eis que hoje apresentamos o primeiro post da série “Mitos da Publicidade”, que foi criada para desvendar algumas histórias que circulam por aí e só atrapalham quem realmente quer investir com seriedade.

Bem, para começar nós vamos falar sobre os Mitos do SMS Marketing, uma ferramenta que é alvo de muitos boatos e opiniões sem fundamento. Em geral, as pessoas gostam muito de falar sobre as abordagens que envolvem o universo mobile, mesmo sem ter qualquer noção sobre estratégia, hábitos de uso e comunicação. Por isso, muito cuidado com o que você ouve por aí!

Para todos os efeitos, é bom partir de uma definição sobre o que é SMS marketing. De acordo com a Mobile Marketing Association (MMA),

“É um conjunto de práticas que permitem às organizações se comunicarem e interagirem com seus públicos de forma interativa e relevante através de qualquer dispositivo móvel ou rede”.

Agora sim, olha só as mentiras que se afamam entre os mais desinformados – provavelmente você já se deparou com alguma delas…

1. Um spamzinho não faz mal a ninguém

spam-sms-marketingPor mais que se ressalte os prejuízos da prática do SPAM, muitas companhias ainda acreditam que o seu caso pode ser uma exceção no uso dessa “técnica”. Elas compram a ilusão de que no meio mobile o tráfego de mensagens é tão intenso que ninguém liga se receber uma ou outra mensagem não solicitada, que isso não faz mal algum e é absolutamente normal nos dispositivos móveis.

Porém, os usuários se tornam cada vez mais intolerantes a invasões de Marketing, justamente porque o volume das abordagens é astronômico. Acredite, a paciência deles não é mais a mesma, portanto não é nada bom tentar a sorte.

Além disso, os resultados dos SPAMs são insatisfatórios: baixas taxas de conversão, ROI (Retorno Sobre Investimento) insuficiente e corrosão da imagem da marca, que deveria, acima de tudo, respeitar os consumidores. É importante lembrar também que, diferentemente do e-mail, o setor de telefonia não permite o envio dessas mensagens indesejadas. Isso é proibido por lei!

2. SMS Marketing não passa de uma modinha

A força do SMS Marketing cresce à medida que o uso de dispositivos móveis se expande e se cristaliza no país e no mundo. Em setembro de 2014, o número de usuários de aparelhos mobile ultrapassou o equivalente a 50% da população global. Com taxa de crescimento anual de 5%, a venda desses itens deve atingir até o final de 2015 a marca de 200 milhões de unidades. No Brasil, só com relação a smartphones, são 276 milhões de usuários, o que representa 135% da população total (dados disponíveis em Jera Blog)

Ou seja, não estamos falando de uma tendência passageira, mas de um novo hábito de consumo e de uso que escancara as portas para a articulação de estratégias mobile. A ideia é encontrar o consumidor aonde ele está.

3. A estratégia só atinge pessoas jovens

Sim, os jovens podem ser mais ativos nos celulares e tablets, mas isso não significa que só eles recebem ou conferem mensagens. Uma das grandes vantagens do SMS Marketing está em suas taxas de abertura, que são altas para as diversas faixas etárias, todas com números de usuários enormemente expressivos.

Enquanto os e-mails possuem uma taxa de abertura de apenas 22%, as mensagens de texto apresentam uma média de 98%. Pois é, a diferença é gritante.

4. É só mandar uma mensagem

Para a desilusão de quem tem uma certa, digamos, “preguiça” de elaborar uma estratégia, SMS Marketing não se resume a simples montagem de um pequeno texto. Quer dizer, você até pode fazer dessa maneira, mas aí já não há como garantir os resultados.

Na verdade, tudo tem que ser muito bem estudado: o público-alvo, o mote da campanha, os horários de envio das mensagens, o tamanho dos textos, os links a serem inseridos, as chamadas para a ação, a captação dos contatos, entre outros fatores.

Sem imprimir um direcionamento realmente estratégico é melhor nem perder tempo se arriscando.

5. SMS Marketing só serve para grandes empresas

Muitas pequenas empresas justificam a sua falta de investimento em estratégias de Marketing com histórias como essa, de que isso ou aquilo “só funciona para as grandes”. Ok, algumas práticas exigem sim um pouco mais de estrutura organizacional e financeira, mas não o SMS Marketing, que pode ser desenvolvido a partir de softwares bastante acessíveis. Além disso, esse tipo de comunicação direita é uma excelente opção para os pequenos negócios, pois eles têm a oportunidade de empregar abordagens altamente personalizadas, que são muito mais assertivas e eficientes.

Muito bem, estamos esclarecidos? Agora vamos trabalhar direito!

0
Categoria: Mobile Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *