As novas velhas tendências para o Marketing Digital 2015

tendencias-marketing-digital-2015

Fonte: B&T.

“Novas velhas tendências” diz respeito a apontamentos que prometem movimentar o Marketing Digital em 2015, mas que, porém, são frutos de apostas já vistas em anos anteriores, as quais agora devem se consolidar.

Desse modo, se num primeiro momento é possível dizer “ah, não tem nenhuma novidade”, numa análise mais aprofundada deve-se tirar o pé do acelerador e ficar atento a comportamentos que serão imprescindíveis para sobreviver daqui em diante.

A dica que fica é: leia com empenho e não subestime nenhuma das tendências a seguir.

5 apontamentos para o sucesso com o Marketing Digital 2015

apontamentos-tendencias-marketing-digital-20151.Data Driven Market: Este conceito se refere aos insights e decisões de Marketing que é possível tomar a partir da análise de dados sobre o consumidor. Embora a internet ofereça diversas facilidades nesse sentido, o grande desafio será transformar os subsídios coletados do Big Data em informações inteligentes, integradas e acionáveis em tempo real. Nessa missão as plataformas analíticas desempenharão um papel primordial, sem excluir as competências profissionais humanas.

2. Marketing de Conteúdo especializado: Como já falamos no post sobre as tendências de Marketing para 2015 e no texto sobre as regras do Marketing de Conteúdo para este ano, o conteúdo seguirá com força total, entretanto, desde que seja produzido por quem realmente entende do assunto. Os responsáveis pelo Marketing das empresas devem entregar a tarefa da produção para profissionais especializados nos temas de interesse. A qualidade e a riqueza dos materiais serão de vital importância, com destaque para os microvídeos que contam histórias e geram maior engajamento.

3. Mídias Sociais ainda mais ativas: Esse fator se deve principalmente ao amplo acesso às redes por meio de dispositivos móveis como smartphones e tablets. Além desse fato, é importante observar alguns acontecimentos: Instagram cresce e se torna maior que o Twitter no Brasil; LinkedIn alcança o posto de segunda rede social no país; Google e YouTube se estabelecem como os principais buscadores. No ano passado os brasileiros passaram mais tempo nas redes sociais do que vendo televisão, segundo informações do estudo da We Are Social. Na medida que passamos três horas e 47 minutos conectados nas redes sociais, passamos apenas duas horas e 49 minutos assistindo tv. E esse dado ainda não considera o fenômeno da segunda tela, o que pode aumentar ainda mais o tempo gasto nesses dois meios.

4. Convergência obrigatória com o ambiente mobileDesenvolver formatos responsivos e otimizar todos os tipos de conteúdo para telas menores será uma regra irrevogável. Mais do que isso, criar soluções exclusivas para o universo móvel será um diferencial para quem está na briga pela atenção do consumidor. Nesse sentido, investir em aplicativos pode ser uma boa ideia.

5. Mídia programática: O mercado publicitário de mídia passa por uma profunda transformação, buscando entendê-la para responder rapidamente às novas necessidades do mercado e características dos consumidores. A compra de mídia vem deixando de ser realizada no estilo tradicional, adotando, por outro lado, uma estratégia focada no contato com a audiência correta, nos canais certos e no momento mais adequando conforme cada público.

Falta algo nessa lista?

É bem provável que outras tendências surjam ou se confirmem neste incerto ano de 2015. Entretanto, o destaque do Marketing Digital neste período de crise é certo. Além dos custos mais acessíveis, ele permite analisar os resultados das campanhas com mais agilidade, favorecendo a tomada de decisão e o realinhamento das estratégias. Enfim, nada que uma boa equipe de profissionais não possa fazer pelos seus negócios.

 Referências: iMasters, Scup Ideas, Adnews, Baguete.

0
Categoria: Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *