O que o Comércio Eletrônico pode esperar da Black Friday 2014

compras-black-friday-brasil

Fonte: Jean’s List.

Dia 28 de novembro está chegando. Sabe o que isso significa? Claro, dia da Black Friday Brasil, ação que acontece no país desde de 2010 e para qual as pessoas estão cada vez mais maduras, ou seja, mais atentas e participativas.

Para o Comércio Eletrônico, que costuma aproveitar melhor a ocasião do que os negócios físicos, essa adesão por parte dos consumidores é excelente. De acordo com a consultoria e-bit, especialista no setor, as vendas online da “Sexta-feira Negra” deverão ter um salto de 56% sobre o ano passado, movimentando cerca de 1,2 bilhão de reais. Em 2013, o faturamento das Lojas Virtuais com o evento foi de 770 milhões de reais, marca que superou com folga os 390 milhões estimados inicialmente pela empresa.

O sucesso da Black Friday Brasil

De acordo com a e-bit, o alto consumo dos brasileiros no próximo dia 28 deverá ser favorecido pela proximidade do Natal e pelo grande apetite por descontos, que surge como um reflexo à atual época de inflação e juros elevados.

Estima-se que a BF 2014 some 3,37 milhões de pedidos online, com tíquete médio de compra de 355 reais.

A disposição dos consumidores

produtos-black-friday-brasil-2014

Uma pesquisa realizada pelo Zoom, site comparador de preços e produtos, com cerca de 10 mil consumidores, revelou que 59% deles estão confiantes de que irão encontrar descontos reais durante o evento. 58% afirmam que pretendem gastar mais de 1 mil reais. Outros 73% informaram que querem antecipar suas compras de Natal.

Além disso, 81% dos entrevistados acreditam que acharão promoções mais relevantes em Lojas Virtuais do que em estabelecimentos físicos. 66% pretendem fazer compras apenas pela internet e 82% confiam que receberão os produtos em casa.

Os itens de maior procura deverão ser: 1. Smartphones (desejo de 56% dos consumidores); 2. TVs (desejo de 43%); 3. Notebooks (desejo de 29%). Outros produtos que também aparecem na pesquisa de pretensão de compras são: Tênis (23%), Tablets (21%), Videogames (20%) e Condicionadores de ar (18%).

Expectativas para o Comércio Eletrônico em geral

Para Thiago Flores, executivo do Zoom, a BF trará ótimos resultados para o aumento das vendas tanto do E-commerce quanto do varejo convencional. Segundo ele:

“O e-commerce deve crescer de 20% a 25% este ano e a Black Friday representará uma importante fatia do faturamento desse setor, principalmente porque o tíquete-médio para a data está bem alto“.

Já a e-bit estima que o faturamento do Comércio Eletrônico brasileiro em 2014 alcance 35 bilhões de reais, cifra que representa um crescimento nominal de 21% sobre o ano passado.

Referências: Exame.com, em.com.br, Olhar Digital.

0
Categoria: Comércio Eletrônico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *