As 8 regras de ouro do outdoor

regras-ouro-criacao-outdoor

Você anda pela cidade e vê por aí uma porção de peças bacanas de outdoor, assim como péssimos exemplos dessa mídia externa. Então você começa a imaginar como seria a arte para a sua campanha e promoção, e vai embora nas milhares de possibilidades que podem ser exploradas.

Para quem não sabe, o outdoor possui uma história antiga que remonta à Mesopotâmia e à Roma Antiga. Desde lá muitas técnicas foram desenvolvidas, tanto com relação à criação publicitária quanto ao que diz respeito à estrutura do suporte.

Em essência, o outdoor continua sendo uma mídia de rápida leitura, ideal para anunciar novos produtos ou campanhas. Por ser pontual, precisa ser muito atrativa e assertiva, apresentando as (poucas) palavras certas, no lugar certo e para o público certo.

Apesar da abertura para inúmeras possibilidades criativas, há algumas regras de ouro que sempre devem ser respeitas.

Checklist do outdoor

1. Poucas palavras: Como o tempo de leitura do outdoor é muito curto, é primordial comunicar o que é preciso em pouquíssimas palavras. As imagens são fortes aliadas para agilizar o processo. A lógica “uma imagem vale mais que mil palavras” se encaixa perfeitamente nesse caso.

regras-outdoor-poucas-palavras

Fonte: Blog Plugcitários.

2. Texto legível: De nada adianta apresentar poucas palavras se as fontes usadas forem retorcidas ou cheias de efeitos. Simplicidade é a palavra de ordem.

regras-outdoor-texto-legivel

Fonte: Dudu Gontijo.

3. Uma única ideia: É preciso estar bem esclarecido sobre quais são as ocasiões mais propícias para o uso do outdoor. Ele não deve ser usado como uma peça explicativa, por exemplo. Sua razão de existir deve ser clara e única. Nada de querer divulgar duas coisas ao mesmo tempo.

regras-outdoor-unica-ideia

Fonte: H&L Partners.

4. Contrastes marcantes: Elaborar um bom esquema de contrastes é essencial para desenvolver uma peça atrativa e de fácil leitura.

regras-outdoor-contraste

Fonte: Outdoor Inspiration.

5. Arte impactante: A composição deve ser a mais criativa possível. Para causar um impacto maior é possível recorrer a recursos mais elaborados como apliques e vazamentos. Porém, essas opções não devem ser aplicadas “a torto e a direito”. Elas devem ser regidas a favor da arte e de seu conceito.

regras-outdoor-arte-impactante

Fonte: Plugcitários.

6. Apenas contatos essenciais: Não queira colocar e-mail, telefone, site, endereço, Facebook tudo de uma vez. Ninguém vai conseguir ver todos os contatos, muito menos memorizá-los. Selecione apenas aqueles que fazem mais sentido dentro do motivo da divulgação.

regras-outdoor-contatos

Outdoor da RSItech desenvolvido pela Fósforo.

7. Máximo aproveitamento da área: Isso não significa que o outdoor deva ser poluído. Na verdade, trata-se do uso inteligente e criativo do espaço disponível. Cada centímetro precisa fazer sentido e cooperar para o enriquecimento do conceito.

regras-outdoor-aproveitamento-area

Fonte: UBER Inspiration.

8. A língua do povo: O outdoor é uma mídia de presença pontual em uma determinada cidade e bairro. Por isso, é muito importante que sua linguagem seja direcionada e adequada para aquele público local .

regras-outdoor-lingua-povo

Fonte: CCSP.

Em suma, o outdoor segue a ordem do “menos é mais”. A peça deve ser muito bem estudada para que sejam previstas soluções criativas (e quem sabe inovadoras) nesse limitado espaço retangular.

1
Categoria: Outras Soluções em Comunicação

Uma resposta a As 8 regras de ouro do outdoor

  1. muita massa esses autdoors …amei ja sei de tudo pra fazer meu trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *