6 razões para sua marca ter um Manual de Identidade Visual

razoes-adotar-manual-identidade-visual

Criar um logotipo não significa criar uma marca. Muitas empresas, principalmente de pequeno porte, se iludem com essa questão e acabam não tendo os resultados esperados.

Há uma porção de elementos que compõe uma marca, como tipografias, cores, formas, tamanhos e, claro, o próprio logotipo. Tudo deve dialogar entre si com o intuito de estabelecer uma identidade visual com personalidade e estilo próprios.

Porém, há diferentes situações, mídias e suportes aonde a marca deverá ser aplicada ao longo de sua existência. Uma hora ela será utilizada na internet, no site da empresa. Outra hora, na papelaria corporativa. Em outro momento, em um grande outdoor instalado na avenida. Enfim, haverá ocasiões em que ela terá espaço de sobra para aparecer, outras onde tudo será muito reduzido.

Pequena, grande, colorida, monocromática, de um lado ou de outro, a marca deverá ser fácil e coerentemente adaptável, de modo que sua leitura nunca seja prejudicada e sua impressão jamais fique distorcida.

Todas essas definições e adequações precisam ser cuidadosamente estudadas. Sua execução estratégica é apresentada em um documento estruturado chamando justamente de Manual de Identidade Visual.

A seguir, entenda melhor porque você precisa dele:

O Manual de Identidade Visual é importante para

importancia-manual-identidade-visual

1. Padronizar a marca: O documento define como ela deve ser, como deve aparecer e quais as (melhores) alterações possíveis.

2. Assegurar suas características em diferentes formatos: Mesmo que tenha de sofrer mudanças, a marca deve manter sua essência. Formatos distintos possuem condições, potencialidades e limitações distintas, e o manual vai considerar tudo isso para apresentar o melhor resultado.

3. Proporcionar mais agilidade nas aplicações: Com as diretrizes do que pode e não pode ser feito com a marca, a preparação de sua aplicação nas mais variadas mídias se torna mais objetiva e, consequentemente, mais rápida.

4. Evitar surpresas: Por conter a descrição de cada elemento e adaptação visual, o documento minimiza sensivelmente as possibilidades de erro no tratamento da marca.

5. Promover economia: Evitando os erros e a perda de tempo com relação às aplicações, o manual propicia um trabalho mais assertivo, que, naturalmente, resulta em menos gastos.

6. Ter uma marca profissional: Como foi dito no início do post, ter simplesmente um logotipo não basta. Para que a empresa se posicione com solidez, sua marca deve encantar e transmitir credibilidade, o que obviamente não se consegue com logos distorcidos ou cores que fogem da identidade sugerida.

É importante assinalar que a elaboração de um Manual de Identidade Visual envolve questões profundamente técnicas não só de design, como também de formatos e suportes midiáticos, além de publicidade. Por isso, essa é uma missão para profissionais gabaritados a oferecer soluções inteligentes, capazes de preparar a sua marca para voar, crescer e gerar resultados de negócios satisfatórios.

0
Categoria: Identidade Visual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *