Comércio Eletrônico e Copa do Mundo: Oportunidades e expectativas

comercio-eletronico-copa-mundo-2014

Fonte: Pesquisadores do Futebol.

A bola está em campo e todos querem aproveitar a Copa do Mundo 2014 em casa para faturar mais. Com as vantagens e comodidades oferecidas pela internet o setor de Comércio Eletrônico não fica atrás e se esforça para conquistar as compras dos torcedores fanáticos e dos não tão empolgados assim.

A ocasião é perfeita para as Lojas Virtuais desenvolverem ações de Marketing Digital relacionadas ao universo do esporte, alavancando seus negócios com promoções, brindes, produtos personalizados e o que mais puder fazer referência ao Mundial. Vale lembrar, porém, que é preciso tomar certos cuidados para não invadir a arena da Fifa, utilizando termos e associações que foram proibidos ao uso comercial.

Mesmo com algumas restrições no meio de campo, a Copa do Mundo deve sim movimentar expressivamente as vendas do E-commerce brasileiro. Para a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, o crescimento no período deve ser de 30%. Já segundo Adriano Caetano, diretor da Loja Integrada – da qual a Agência Fósforo é parceira -, “pesquisas mostram que o comércio é o terceiro segmento que mais irá lucrar com a Copa, atrás de hotelaria e alimentação. O e-commerce também deve abocanhar grande parte deste movimento”.

Na visão da eMarketer, boa dose do impulso virá graças ao setor de Viagens, que será movido por amantes do futebol viajando pelo país em função do evento esportivo. Na estimativa da consultoria, o Comércio Eletrônico no Brasil atingirá um total de R$ 45,88 bilhões em 2014, o que representará 36.8% das vendas digitais na América Latina.

Voltando às previsões da Câmara-e.net, o panorama – traçado meses antes de o Mundial começar – seria o seguinte:

infografico-expectativas-copa-mundo-ecommerce

Fonte: Ecommerce de Sucesso.

7 dicas para pequenas Lojas Virtuais

dicas-lojas-virtuais-adriano-caetano

Definitivamente, não são apenas as grandes empresas do Comércio Eletrônico que podem aproveitar a oportunidade para incrementar seu faturamento. As pequenas Lojas Virtuais também têm boas chances de abocanhar resultados superiores estimulados pela Copa do Mundo 2014.

Para tanto, Adriano Caetano, da Loja Integrada, que entende bem sobre vendas online, dá os seguintes conselhos – adaptados aqui para o post:

1. Promoções especiais ao longo da Copa: Além de personalizar a loja com a temática do evento e oferecer artigos com as cores verde e amarelo, é interessante ir renovando as promoções no decorrer do campeonato para que a oportunidade de vender mais não fique restrita a uma ou duas poucas ações. A ideia é manter a bola em campo!

2. Interagir com a competição: Acompanhando o andamento das partidas é possível atualizar suas promoções, oferecendo, por exemplo, descontos se o Brasil ganhar determinados jogos na competição. Essa é uma maneira de estabelecer um diálogo com o Mundial e com o público, que estará empolgado com os acontecimentos do momento. Na dúvida, utilize na promoção os produtos que estão no estoque há bastante tempo, pois mercadoria parada significa dinheiro perdido.

3. Variedade de produtos: Bandeiras, camisetas, vuvuzelas e demais artigos próprios “da Copa” não podem faltar. No entanto, vale a pena ir mais longe, investindo também em produtos cheios de brasilidade para casa, escritório, escola, acessórios e outros. O que importa é ter o “verde e amarelo” em todo lugar.

4. Outras nacionalidades: Embora os artigos de maior destaque sejam mesmo do Brasil, é interessante pensar em mercadorias de outras nacionalidades, pois os consumidores podem procurá-las na hora dos jogos dos times estrangeiros, seja para brincar com os amigos, seja para torcer pela seleção “menos indesejável”.

5. Bom senso com os preços: Cobrar caro para lucrar mais é uma tentação neste momento, mas pode ser uma armadilha. O mais indicado é que a Loja Virtual construa uma reputação com seus clientes, proporcionando boa relação custo/benefício e fazendo com que eles voltem mais vezes para comprar.

6. Definir o público-alvo: Em quais canais você vai investir para se comunicar? Quais ferramentas são as mais adequadas para divulgar suas ações e ofertas da Copa do Mundo? Para responder a essas perguntas é necessário, antes, saber quem é o seu público-alvo, pois só tendo conhecimento sobre ele é possível compreender quais são as estratégias ideais para atingir seu comportamento.

7. Cuidado na hora de fazer publicidade: Como foi comentado anteriormente, a Fifa tem uma lista de palavras, símbolos e associações que estão protegidas como marcas da organização e que não podem ser usadas com fins comerciais ou publicitários. É preciso estar atento a essas restrições para que sua loja não seja penalizada depois.

Referências: ProXXIma, Ecommerce de Sucesso, Administradores.

0
Categoria: Comércio Eletrônico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *