Sua empresa faz marketing de conteúdo ou ela ainda é do tipo invasiva?

Muito se tem falado sobre o tal Marketing de Conteúdo, mas a questão é: muito se tem praticado essa estratégia? A sua empresa, por exemplo, já a utiliza?

Se a resposta for negativa, então é triste informar: ela corre um grande risco de estar sendo antiquada…

Entendendo o Marketing de Conteúdo

Divulgar seus negócios, produtos e serviços é preciso, atrair o consumidor também – certo?

Ótimo! Mas acontece que para conseguir esses dois feitos já não adianta mais se valer daquela velha e intrusiva forma de fazer propaganda. Em meio a tantos apelos de Marketing as pessoas se tornaram intolerantes às intromissões dos anúncios que lhes chegavam por todos os lados.

Com a internet e a possiblidade de escolher que tipo de conteúdo consumir esse comportamento foi ainda mais intensificado. Inseridas em um universo de hiperconexão e hiperinformação as pessoas acabaram aprimorando sua capacidade de atenção seletiva, o que canalizou sua audiência para o que realmente lhes interessa hoje: informações úteis, entretenimento, experiências de outros usuários e interatividade – um contexto no qual anúncios chatos não têm mesmo espaço!

Foi então, quando se pensava que tudo estava perdido, ou pelo menos muito difícil, que surgiu o Marketing de Conteúdo, uma estratégia inteligente e sólida articulada para posicionar as empresas no atual e crítico cenário da comunicação.

Ao invés de empurrar goela abaixo uma série de propagandas, sua proposta visa a conquista do consumidor pelo conteúdo útil e altamente relevante que é oferecido (é uma espécie de prestação de serviço). Mas não é só isso. O ápice dessa estratégia está em sua capacidade de gerar compartilhamentos, em fazer com que as pessoas disseminem as informações que lhes foram proveitosas e que dessa forma promovam, indiretamente, quem as produziu de modo a torná-lo referência.

Além de conseguir aproximar a sua empresa de seu público-alvo, o Marketing de Conteúdo gera confiança e credibilidade. No entanto, para que alcance seus objetivos, é preciso estar adequado às necessidades desse público. Primeiro é preciso descobrir por meio de um estudo quais são elas, depois, com base nas informações coletadas e nos perfis traçados, deve-se buscar desenvolver materiais que atendam com relevância as expectativas identificadas.

Dicas, resultados de pesquisas, críticas, discussões… Que tipo de direcionamento e quais os assuntos que seriam mais interessantes e melhor aceitos? É preciso descobrir! Mas é importante destacar que entre o mar de oportunidades é possível trabalhar conteúdos de diferentes naturezas: o informacional, o institucional, o de entretenimento, entre outros. Para tanto, só é preciso harmonizá-los bem e desenvolvê-los com criatividade e bom senso.

É só na internet que vale o Marketing de Conteúdo?

Não! Embora sejam essenciais na rede, as estratégias de conteúdo podem (e devem) ser desenvolvidas em outras plataformas e suportes também. Assim, é possível criar um envolvimento muito maior e uma experiência muito mais rica e bem-sucedida. É nisso o que nós da Agência Fósforo acreditamos e podemos acender para você.

Entre em contato conosco e saiba mais.

Como dizem por aí, hoje o “conteúdo é rei”. Por isso, trabalhe para não perder a majestade!

0
Categoria: Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *